A ABRAPEC – Associação Brasileira de Assistência às Pessoas com Câncer é uma organização não governamental, engajada em prestar suporte socioeconômico, de reabilitação física-emocional e jurídico às pessoas em tratamento de câncer na situação de vulnerabilidade social, incluindo atendimento aos familiares e cuidadores. Os atendidos nos são encaminhados através dos hospitais públicos, postos de saúde, entre outros. Mensalmente atendemos centenas de pessoas em tratamento do câncer. A ABRAPEC possui uma equipe interdisciplinar de funcionários e voluntários que elaboram programas voltados à defesa e garantias de direitos, promoção ao mercado de trabalho, amenização do sofrimento causado pela doença, fortalecimento dos vínculos familiares e proteção social, proporcionando, assim, uma melhor qualidade de vida aos atendidos, através de um atendimento humanizado e acolhedor. A Associação também presta apoio às necessidades básicas emergenciais dos atendidos no período de tratamento com medicamentos, materiais para curativos, cadeira de rodas/banho, alimentação, suplementos alimentares, fraldas geriátricas, exames laboratoriais quando necessário, entre outras coisas. Para realizarmos este trabalho, contamos com a colaboração de várias organizações da sociedade.

HISTÓRICO

A ABRAPEC – Associação Brasileira de Assistência às Pessoas com Câncer surgiu do ideal de um homem voltado para as ações humanitárias, da vontade de que tudo é possível quando se investe no valor do ser humano para com DEUS. Assim, a Associação foi fundada no ano de 2002, pelo jornalista e radialista Arnaldo Braz, juntamente com um grupo de pessoas que congregavam o mesmo ideal. Visualizando o sofrimento das pessoas com câncer, inclusive verificando o alto índice de pessoas em adoecimento e sem condições de arcar com o tratamento, ousou sonhar e teve a capacidade de concretizá-lo, dando-lhe vida. Atualmente a ABRAPEC atende centenas de pessoas em diversas cidades do território nacional, cumprindo a sua finalidade.

MISSÃO

Prestar apoio bio-psicossocial às pessoas adultas e idosas com câncer, bem como a seus familiares, em vulnerabilidade social, proporcionando uma melhor qualidade de vida para o enfrentamento da doença, focando sempre o ser humano.