Logo_Abrapec2022.png

Câncer como a primeira causa de morte nos municípios brasileiros.


O câncer é uma importante barreira para o aumento da expectativa de vida em todos os países do mundo . Segundo estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019 o câncer é a primeira ou segunda causa principal de morte antes dos 70 anos em 112 dos 183 países . No Brasil, o câncer é considerado a segunda principal causa de morte desde 2003. No ano de 2020, com a pandemia da Covid-19, o câncer foi considerado a terceira causa de morte no país ficando atrás apenas das doenças do aparelho circulatório e doenças infecciosas e parasitárias.


Método

Estudo descritivo baseado em dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DataSUS) no ano de 2020.


Resultados

O câncer é a principal causa de morte em 606 municípios brasileiros (10,9%), representando aumento de 90 municípios (17,4%) quando comparado ao último levantamento realizado pelo Observatório de Oncologia com dados de mortalidade de 2015 .


A maior parte das cidades onde o câncer já é a principal causa de morte está localizada em regiões mais desenvolvidas do País, justamente onde a expectativa de vida e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) são maiores. Dos 606 municípios onde os tumores matam mais, 83% ficam no Sul (326) e Sudeste (176) do país. O Rio Grande do Sul é o estado com o maior número de municípios que já apresentam o câncer como primeira causa de morte – 168 de 497 (33,8%).


Ao todo, estes municípios concentram uma população total de 8,6 milhões de habitantes. Dez municípios são considerados de grande porte (mais de 100 mil habitantes), sendo Porto Alegre (RS) o mais populoso deles, com quase um milhão e meio de habitantes. Outros 40 são de médio porte (com população entre 25 mil e 100 mil) e a grande maioria (556) são pequenos municípios, com menos de 25 mil habitantes.


Enquanto em todo o país as mortes por câncer representam 14,7% do total de óbitos, no sul do país esse índice chega a 19,6%. Apesar disso, foi a região Sudeste que apresentou maior aumento no número de municípios onde o câncer é a primeira causa de morte. Em 2015, 140 municípios da região Sudeste tinham câncer como primeira causa de morte, enquanto em 2020 esse número subiu para 176, representando aumento de 25,7%.


No Brasil, as doenças do aparelho circulatório, como AVC, ainda são responsáveis pela principal causa de morte no país, mas o número de mortes por tumores cresce em maior velocidade. No ano de 2020 foram registradas 229.300 mortes por câncer e 357.741 por doenças cardiovasculares. Esses óbitos, quando comparados aos dados de 1996, evidenciam um aumento de 122% nas mortes por câncer e de 43% por causas cardiovasculares.


Fonte dos dados

SIM – Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM);

Observatório de Oncologia

19 visualizações0 comentário