Logo-ABRAPEC-18-anos_edited.png

Mensagem da Presidente - Caridade Constante!


Procure seguir o amigo Jesus!


Não meça esforços para essa prática. O Senhor espera que sejamos leais e cuidadosos com o nosso interior, ou seja: O espírito! Amigo é o que cuida, alerta com as ferramentas do amor. Conduza o pensamento, a palavra e as ações no campo do trabalho benfeitor e acolhedor, no sentido de acolher ensinamentos que darão sentido à sua vida.

Ela sempre será fecunda, à medida que inserir o adubo do amor e da fé. Apaziguar a mente e o coração significa estar em comunhão permanente com o seu Eu, assim promovendo saúde, pois com ela a vida flui de forma profunda e promissora.

Seja amigo (a) das pessoas! Amizade é um bem maior, uma riqueza para todas as horas, principalmente nas tempestades que assolam, por vezes, a alma. O Mestre será, sempre, o que te escuta na calada da noite, ouve teu choro, a tua súplica e conhece todos os segredos do teu coração e quando pensa estar na solidão do teu quarto, ele escuta tuas orações, enxuga as lágrimas, que vão lentamente escorrendo pelo seu rosto, com o lenço da compaixão...


Palavras de Voltaire: “Todas as riquezas do Mundo não valem um bom amigo.”

Em todas as partes, onde quer que esteja, encontrará um amigo a lhe transmitir uma palavra de ânimo, de conforto para prosseguir na jornada. Por vezes, o caminho é cheio de espinhos que, porém, cabe a cada um de nós saber eliminá-los com paciência e amor. No amor encontramos o equilíbrio regenerador.


É a caridade constante colocada em prática diária, concluindo que dias melhores virão no progresso da vida. Somos os construtores a dar forma a tudo que almejamos, impondo a nós mesmos o que é de dever nosso realizar para a vida ter amplitude, justeza e sabedoria.


“Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.” Cora Coralina.


“Amizades verdadeiras são tesouros da alma.”


A grande caridade realizada por Jesus na multiplicação de pães e peixes para saciar a fome de tantas pessoas, junto ao Mar de Tiberíades e após tantos séculos continua a saciar, com seu infinito Amor, a fome das almas.



Dirce Ruiz Braz

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo